O Instituto Sumaúma e a Agenda 2030: transformar sem deixar ninguém para trás

O Instituto Sumaúma nasce com objetivo de impacto social. Vem da vontade de transformar nossa realidade, que é desigual e violenta, por meio da luta pela efetivação de políticas públicas de educação que garantam oportunidades e a conquista de sonhos para pessoas negras, indígenas e de territórios marginalizados.

Acreditamos que o futuro que queremos precisa de ações no presente. Em coletivo, agimos por meio da formação, pesquisa e assessoria focada no desenvolvimento de carreiras e na comunicação e divulgação científica.

Para que mais organizações que acreditam num futuro próspero e pacificado para as pessoas, para o planeta e para todos os seres vivos tenham ferramentas para alcançar uma “utopia de um mundo justo e sustentável”, a Organização das Nações Unidas (ONU) criou uma agenda que coloca os debates econômicos, ambientais e sociais alinhados num plano de desenvolvimento global: a Agenda 2030.

A Agenda 2030 é um documento, com 17 objetivos que todos os países deveriam seguir para ser considerado desenvolvido e sustentável. Nesses 17 objetivos, teriam 169 metas palpáveis que os governos poderiam implementar nas diferentes esferas: na gestão nacional, regional, estadual, local, em empresas, nas ONGs, em escolas, em ações que estejam dentro das casas das populações, etc..

Selecionamos uma imagem para que você confira os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os famosos ODS. 

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU

Desses Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, o Instituto Sumaúma contribui nos indicadores nacionais dos ODS que falam sobre a Educação de Qualidade (04), Igualdade de Gênero (05), Trabalho Decente e Crescimento Econômico (08), Redução das Desigualdades (10) e Parcerias e meios de implementação (17).

Mas o que isso significa? Na prática, esses ODS alinham as Políticas Institucionais do Instituto numa cooperação local-regional para atingir objetivos de interesse global e comum, não só da nossa geração como também das futuras gerações.

Nós trabalhamos para que a educação seja o caminho para solucionar os desafios sociais e para articular agentes de diferentes setores.

Fazemos isso quando capacitamos pessoas de grupos historicamente vulneráveis a ingressarem em programas de pós-graduação; ou quando mapeamos no Brasil talentos negros para fomentar a circulação de recursos; ou quando oferecemos dados possíveis paratomadas de decisões em níveis de governanças e diversidade; quando trabalhamos com a divulgação científicacinetífica, como o caso da Série 10 anos depois; fazemos isso quando praticamos a economia e educação solidária.

Alinhar o que fazemos com os ODS possibilita ao Instituto fomentar parcerias para fortalecer as ações, recrutar novas fontes de recursos, potencializar as atividades, ampliar os impactos, entre outras coisas. 

Significa que fazemos parte de uma rede coletiva de organizações que fazem do presente um espaço para transformação para um futuro mais justo e digno. Alinhar o que fazemos com a Agenda 2030 é posicionar-se enquanto um agente transformador e disputar o que é desenvolvimento.

O que gostariamos de deixar nesse texto é que nós somos agentes transformadores e acreditamos que o desenvolvimento sustentável não pode deixar ninguém para trás. Por isso estamos alinhados com esses cinco ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). Para reafirmar nosso compromisso com essa transformação para o futuro que queremos.

Só conseguiremos ser o que imaginamos se voltarmos para nossos ancestrais, buscar a força e o conhecimento necessário para agir no hoje, e fazer com que o futuro seja cada vez mais presente. 

Posted in Divulgação Científica, Institucional and tagged .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *